terça-feira, 23 de setembro de 2014

MUNDIAL 2014: BRASIL ESTRÉIA BEM E VENCE A BULGÁRIA

Foto da not?cia
Brasil comemora a vitória sobre a Bulgária

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com vitória no Campeonato Mundial. Nessa terça-feira (23.09), o Brasil venceu a Bulgária por 3 sets a 0 (25/19, 25/22 e 25/16), no Palatrieste, em Trieste, na Itália. Brasileiras e búlgaras estão no grupo B que ainda tem Canadá, Camarões, Turquia e Sérvia. O time verde e amarelo luta por um titulo inédito. 

Pelo grupo das brasileiras, o Canadá venceu Camarões por 3 sets a 1 e a Sérvia superou a Turquia pelo mesmo placar.

O próximo desafio do Brasil na competição será Camarões. As brasileiras duelarão com as camaronesas às 12h (horário de Brasília) dessa quarta-feira (24.09) com transmissão ao vivo do SporTV. 

A oposto Sheilla foi a maior pontuadora do confronto, com 15 pontos. A central Fabiana, com 13, e a ponteira Jaqueline, com 12, também pontuaram bem. Pelo lado da Bulgária as ponteiras Vasileva e Rabadzhieva marcaram 14 pontos cada. 

A bicampeã olímpica Sheilla comentou a atuação do Brasil na vitória sobre a Bulgária e dedicou o resultado positivo para a sua avó Terezinha, a aniversariante do dia. 

"Essa vitória por 3 sets a 0 e os três pontos foram muito importantes. Demos uma desconcentrada no segundo set, mas no geral, a equipe se portou bem. Conseguimos manter nosso ritmo e sacamos com eficiência. Dedico essa vitória para minha avó Terezinha que sempre me apoiou durante toda a minha carreira", disse Sheilla. 

A central Fabiana falou sobre a dificuldade das adversárias do grupo do time verde e amarelo. 

"Começamos um pouco ansiosas por ser uma estreia, no entanto, logo depois, conseguimos impor nosso ritmo, principalmente no terceiro set. Estamos em um grupo difícil e não tem jogo fácil nesse Mundial" , analisou Fabiana. 

O treinador José Roberto Guimarães fez uma análise da primeira partida das brasileiras no Mundial da Itália. 

"Poderíamos ter jogado um pouco melhor no segundo set quando deixamos a Bulgária equilibrar o jogo por termos cometido alguns erros bobos. No entanto, para uma estreia e com o nervosismo envolvido, além de um adversário difícil, foi uma boa partida. O time se comportou bem e a nossa defesa funcionou. Fizemos também oito pontos de saque, o que é efetivo, portanto estou feliz", garantiu José Roberto Guimarães. 

O JOGO

Com um ace, a ponteira Jaqueline fez o primeiro ponto da partida. As brasileiras começaram melhores e, numa largada da oposto Sheilla, fizeram 9/4. Bem no ataque e no saque, o time verde e amarelo abriu seis pontos (16/10). Com um erro das búlgaras, as atuais campeãs olímpicas fizeram 21/17. O Brasil seguiu melhor até o final e fechou a primeira parcial por 25/19. 

A Bulgária voltou melhor para o segundo set e fez 3/1. Com Fabiana bem no ataque, as brasileiras viraram o placar e abriram dois (6/4). O técnico da Bulgária pediu tempo. A parada fez bem ao time búlgaro que virou o marcador (9/8). Com três pontos seguidos de bloqueio, a equipe verde e amarela voltou a abrir no placar (11/9). No segundo tempo técnico, o grupo comandado pelo treinador José Roberto Guimarães tinha três de vantagem (16/13). Com uma boa sequência de saques, o time europeu empatou (18/18). O final da parcial foi equilibrado, mas o Brasil foi melhor nos momentos decisivos e venceu o segundo set por 25/22. 

Bem no saque e no bloqueio, o Brasil fez 5/1 no início do terceiro set. Com uma boa sequência de saques da ponteira Fê Garay, o time verde e amarelo abriu sete (10/3). As brasileiras foram para o segundo tempo técnico com seis de vantagem (16/10). As atuais campeãs olímpicas seguiram melhores até o final e venceram o terceiro set por 25/16.

EQUIPES

BRASIL – Dani Lins, Sheilla, Jaqueline, Fê Garay, Jaqueline, Fabiana e Thaísa. Líbero – Camila Brait 

Entraram – Fabíola, Tandara, Gabi e Natália 

Técnico: José Roberto Guimarães 

BULGÁRIA – Kitipova, Rabadzhieva, Ruseva, Vasileva, Filipova e Nikolova. Líbero – Filipova

Entraram –Koleva, Nenova e Dimitrova 

Técnico:Vladimir Kuzyutkin 

fonte: cbv

MUNDIAL 2014: O CANADÁ PASSA POR CAMARÕES

Divulgação/FIVB

Pelo grupo do Brasil, sediado em Trieste, a seleção do Canadá abriu o Mundial da Itália com um triunfo. Nesta terça-feira (23), as meninas da América do Norte precisaram de quatro sets para conquistar três pontos em cima de Camarões. As parciais foram de 25/12, 25/15, 20/25 e 25/14.
Amplamente superior no ataque, comandado por Richey e Pavan, o Canadá venceu facilmente as duas primeiras parciais. Talvez pela facilidade apresentado, as norte-americanas relaxaram no terceiro set, em que cometeram muitos erros e viram as camaronesas vencer.

O desconforto pela perda de um set fez com que as meninas de vermelho voltassem a jogar bem e se impor para cima das oponentes, que não tiveram competência para furar a defesa rival e acabaram sucumbindo.
Com este triunfo, a seleção canadense fez um bom aquecimento para o jogo da segunda rodada, agendado para esta quarta (24), às 5h30 (de Brasília), contra a Turquia. Ao meio-dia, Camarões tem outra pedreira pela frente, já que mede forças com o Brasil.

fonte: saque viagem

MUNDIAL 2014: ITÁLIA NÃO TOMA CONHECIMENTO DA TUNÍSIA

Atacantes italianas deram um verdadeiro show em Roma 
Divulgação/FIVB

A Itália correspondeu ao carinho da torcida em sua estreia no Mundial de vôlei de 2014: jogando em Roma para um público de oito mil pessoas, o time da casa atropelou a Tunísia por 3 sets a 0, parciais de 25-11, 25-13 e 25-08.

A diferença de nível entre as equipes em quadras ficou escancarada nas estatísticas de ataque: ao todo, a Azurra fez 46 pontos neste fundamento, contra apenas 13 da equipe africana. Todas as atacantes titulares italianas tiveram mais de 50% de aproveitamento em suas ações ofensivas.

Já do lado tunisiano, a melhor jogadora foi Fatma Agrebi, que virou seis das 26 bolas que recebeu e ainda fez um ponto no bloqueio.

O posto de maior pontuadora da partida ficou com Cristina Chirichella, responsável por 12 pontos – oito de ataque e quatro no bloqueio. A badalada Francesca Piccinini, por sua vez, colocou dez bolas no chão.

O próximo desafio italiano no grupo A é nesta quarta (24), contra a Croácia, às 15 horas (de Brasília). Bem mais cedo, às 5h30, a Tunísia terá a República Dominicana pela frente.

fonte: melhor do vôlei

MUNDIAL 2014: HOLANDA VENCE O CAZAQUISTÃO



A Holanda foi a primeira seleção a vencer no Grupo C do Mundial da Itália. Nesta terça-feira (23), em Verona, a equipe de De Kruijf fez 3 sets a 0 (25/21, 25/17 e 25/21) para cima do Cazaquistão.

Disposto a adiar ao máximo a derrota, o time cazaque montou um paredão eficiente na rede, obrigando as atacantes rivais a se desdobrarem. Assim, Plak e Pietersen tiveram de variar os golpes para escapar da marcação.


E foi justamente o ataque a grande arma holandesa neste triunfo. Com 54 pontos contra apenas 36 das oponentes, a Holanda deixou o jogo amplamente a seu favor, mesmo com mais erros cometidos ao longo da disputa.


Agora, com o embalo pelos três primeiros pontos ganhos, as meninas de laranja se preparam para enfrentar a Tailândia nesta quarta (24), a partir das 15 horas (de Brasília). Antes, às 5h30, o Cazaquistão tenta atrapalhar a vida dos Estados Unidos. 

fonte: saque viagem

MUNDIAL 2014: CROÁCIA FAZ 3 A 1 NA ARGENTINA

Em quatro sets, a Croácia bateu a Argentina, na estreia do mundial da Itália  
FIVB/divulgação

Primeiras sul-americanas a entrar em quadra neste mundial, as argentinas bem que endureceram o jogo, mas saíram de quadra, em Roma, derrotadas na estreia do grupo A, o mesmo do time da casa. A Croácia venceu por 3 sets a 1 (25-17, 26-28, 26-24, 25-19) e garantiu três pontos importantes na luta pela classificação.

A croata Samanth Fabris, que só jogou os três últimos sets e só foi titular do time na quarta parcial, foi a maior pontuadora de seu time, com 16 pontos – sendo cinco só no bloqueio. A ponteira argentina Paula Nizetich, também com 16 anotações, foi o destaque de seu time nos pontos.

Na rodada da quarta-feira, enquanto a Argentina encara a Alemanha, ao meio-dia, no horário de Brasília, a Croácia terá de enfrentar as donas da casa, as italianas, às 15h. 

fonte: melhor do vôlei

MUNDIAL 2014: REPÚBLICA DOMINICANA PASSA PELA ALEMANHA

Divulgação/FIVB

Historicamente, a Alemanha sempre teve dificuldades de encaixar o jogo com a República Dominicana. E, nesta terça-feira (23), não foi diferente. Após começar bem o confronto de estreia no Mundial da Itália, a equipe de Giovanni Guidetti caiu de rendimento e colocou as caribenhas no jogo. E o prejuízo só não foi maior porque as comandadas de Marcos Kwiek trataram de dar de presente a passagem para o tie-break.

No set de desempate, porém, a República Dominicana se recuperou da virada sofrida na quarta parcial e fechou o jogo em 3 sets a 2 (22/25, 25/21, 25/21, 24/26 e 15/13). Foram os primeiros dois pontos no Grupo A, com sede em Roma. Vice-campeã europeia e campeã do Montreux Volley Masters, a Alemanha decepcionou na bola e no resultado e deixou o Palalottomatica com um ponto. 

O público de Roma não se empolgou para ver de perto a estreia de Alemanha e República Dominicana, que jogaram para um ginásio praticamente vazio. Os poucos que se aventuraram a se deslocar até o Palalottomatica viram uma Alemanha arrasadora no primeiro set, segura do saque ao ataque. Com a entrada de Martinez, porém, as caribenhas cresceram de rendimento e encurtaram a distância. Mas não houve tempo de evitar o revés.

A partir do segundo set, o jogo mudou completamente. A Alemanha já não teve a mesma força para carimbar a quadra de Castillo e companhia. Nem Kozuch, atacante mais letal do time de Giovanni Guidetti, foi capaz de melhorar o setor. Na outra parte, o time de Marcos Kwiek seguiu muito bem, explorando com eficiência o meio da rede. O fundo cresceu de rendimento e possibilitou uma série de contra-ataques.

Em meio à má atuação germânica, Giovanni Guidetti perdeu a paciência com a arbitragem da espanhola Susana Rodriguez e, por conta das reclamações, recebeu um cartão amarelo no terceiro set. Na mesma parcial, ganhou outro, mas por retardamento. A explosão do italiano não mexeu com os brios da Alemanha, que se manteve inferior às rivais na quarta parcial. E tudo levava a crer que as caribenhas fossem fechar o jogo. Mas um apagão geral determinou o sucesso germânico.

Com o tie-break no colo, a Alemanha partiu firme para fazer valer o favoritismo. A República Dominicana, no entanto, se recuperou da bobeira na quarta parcial, quando teve a chance de fechar em 3 a 1, e voltou a distribuir pancadas. Boa parte delas assinadas por Bethania De La Cruz. Com isso, as dominicanas fecharam em 15 a 13. Na rodada desta quarta-feira (24), o compromisso é com a Tunísia. Já as alemãs enfrentam a Argentina.

fonte: saque viagem

MUNDIAL 2014: MÉXICO VENCE SET, MAS EUA CONFIRMAM O FAVORITISMO

Na hora que o bloqueio entrou, americanas engrenaram no jogo 
Divulgação/FIVB

Favorita a conquistar uma das medalhas do Mundial de vôlei feminino, a seleção americana ameaçou protagonizar a maior zebra da primeira rodada da competição. Enfrentando o frágil México, o time do técnico Karch Kiraly precisou de uma virada para vencer em sua estreia, encerrada em 3 sets a 1, parciais de 19-25, 25-11, 25-20 e 25-14.

Tudo, porém, não passou de um susto, possivelmente provocado pelo famoso nervosismo da primeira partida em um torneio importante. Depois disso, o bloqueio passou a funcionar e o resultado aconteceu com relativa tranquilidade.

Destaque para a mexicana Andréa Rangel, maior pontuadora do jogo com 20 pontos, cinco a mais que as americanas Kimberly Hill e Tetori Dixon. Falando em números, chama a atenção a quantidade de pontos cedidos em erros pelos Estados Unidos: 25, ou um set inteiro.

As comandadas de Kiraly terão pouco tempo para descansar, já que jogam novamente às 5h30 (horário de Brasília) desta quarta (24), contra o Cazaquistão. As mexicanas, por sua vez, tentarão complicar a vida das russas a partir do meio-dia. 

fonte: melhor do vôlei

MUNDIAL 2014: CHINA VENCE PORTO RICO

Divulgação/FIVB

A China começou com o pé direito a caminhada no Mundial da Itália. Nesta terça-feira (23), em Bari, sede do Grupo D, a seleção de Lang Ping aplicou 3 sets a 0 para cima de Porto Rico, com parciais de 25/23, 25/18 e 25/20.

Mas a primeira partida das orientais na chave não foi das mais fáceis, graças à boa jornada de Ocasio. A porto-riquenha mostrou que quer dar trabalho neste Mundial e saiu de quadra com 20 pontos, 19 deles somente de ataque.

Com a rival dando trabalho à defesa, Zhu teve de compensar no ataque e foi o destaque das vencedoras, com 15 acertos. Se ataques e bloqueios de chinesas e caribenhas estavam entrando quase que com a mesma intensidade, o que fez a diferença foram os erros cometidos.

Com 11 pontos cedidos, a China foi mais cautelosa em suas ações e não quis saber de dar chance para o azar. Já Porto Rico não economizou nas falhas e entregou de bandeja 24 tentos às rivais, definindo, assim, o placar fina do jogo.


Dessa forma, as chinesas, que enfrentam a seleção do Azerbaijão nesta quarta-feira (24), marcam os primeiros três pontos na disputa. Por sua vez, as porto-riquenhas seguem zeradas e tentam se recuperar no duelo regional com Cuba.  

fonte: saque viagem

MUNDIAL 2014: SÉRVIA BATE A TURQUIA EM 3 A 1

  Mundial: Sérvia vence Turquia e conquista três pontos importantes 
  Divulgação/FIVB

Em um confronto marcado pelo equilíbrio, a Sérvia estreou com o pé direito no Mundial e conquistou três pontos que podem ser fundamentais no futuro da competição. Atuando diante da forte seleção turca, as sérvias levaram a melhor por 3 sets a 1, com parciais de 25-15, 20-25, 25-19 e 25-22, em quase duas horas de partida.

O grande destaque da partida, foi a oposto sérvia Tijana Boskovic, de apenas 17 anos, que pontou em 22 oportunidades (21 em ataques e 1 em saque). A ponteira Brankica Mihajlovic também atuou bem e marcou 17 pontos (15 em ataques, 1 em bloqueio e 1 em saque). Pela seleção turca, a maior pontuadora foi Neriman Ozsoy, com 21 pontos (19 em ataques, 1 em bloqueio e 1 em saque).

fonte: melhor do vôlei

MUNDIAL 2014: A RÚSSIA COMEÇA COM O PÉ DIREITO

 Divulgação/FIVB

Com Goncharova e Kosheleva nas pontas e Gamova na saída, a Rússia fez uso de todo o seu poder ofensivo para cravar a primeira vitória no Mundial da Itália. As atuais bicampeãs mundiais, e uma das fortes candidatas a sair de Milão com a taça, minaram a velocidade da Tailândia para anotar 3 sets a 0 (25/18, 25/19 e 25/22), nesta terça-feira (23), em Verona.

E o trio de ferro já mostrou toda sua força desde o primeiro set, quando ajudou a equipe de Yury Marichev a abrir 12 a 7. Desfalcadas de seus principais nomes, como a levantadora Tomkom e atacante Onuma, as asiáticas não conseguiram acompanhar o ritmo das oponentes, vitoriosas em tranquilos 25 a 18.

O cenário do confronto pouco mudou no segundo set, novamente dominado com folga pelas europeias (21/16). E aí a força física prevaleceu sobre o volume das orientais, com direito a um show particular de Gamova. Em seu retorno à equipe, após a queda nos Jogos de Londres-2012, a oposta fez seis pontos para ajudar a Rússia a fechar em 25 a 19.

A derrota parcial não diminuiu a empolgação da Tailândia, disposta a prolongar o confronto com a Rússia. O problema foi que Gamova e companhia não se mostraram nada dispostas a ficar mais tempo em quadra. Assim, no ataque poderoso de Kosheleva, o time russo faturou os três primeiros pontos no Grupo C ao marcar 25 a 22.

A próxima rodada está agendada para esta quarta-feira (24). Novamente em Verona, a Rússia tem tudo para emplacar a segunda vitória diante do México, ao meio-dia (de Brasília). Na sequêcia, às 15 horas, é a vez da Tailândia buscar a recuperação contra a Holanda. 

fonte: saque viagem